Jetstortopia

Top 5: Swing Out Sister

Posted on: 24/09/2010


O que anda rolando direto na minha caixa é o som do grupo Swing Out Sister. O duo britânico (Corinne Drewery, vocais e Andy Connell, teclado) formado em 1985 (inicialmente contando com a participação de Martin Jackson, baterista que saiu do grupo tempos depois) continua na ativa, porém sua época de ouro foi durante os anos 80 e 90.

Uma levada jazz-pop imediatamente reconhecível, vocais super apurados, cordas climáticas e uma seção de metais matadores: quase sempre juntos, esses elementos se combinam à uma voz sexy, jovial e luminosa, tornando esses elementos marcas registradas do grupo.

Um dia quente e ensolarado, andar descontraído na beira-mar, estar levemente apaixonado ou simplesmente festejar… são algumas das sensações que me evocam o som do grupo. Outra impressão é que beberam na mesma fonte da superbanda dos 70’s Earth, Wind & Fire e remodelaram seu som para um pop mais enxuto e adequado aos 80’s.

Abaixo vai minha lista das 5 músicas imperdíveis do Swing Out Sister, cujo nome foi tirado de uma comédia musical de 1945 ambientada num clube de jazz (*).

1 – Always (Shapes and Patterns, 1997)

2 – Somewhere In The World (Shapes and Patterns, 1997)

3 – La La La Means I Love You (The Living Return, 1994)

4 – Am I The Same Girl (Get in Touch with Yourself, 1992)

5 – Breakout (It’s Better to Travel, 1987)

(* ) Por conta disso, creio que a tradução mais aproximada que consigo seria imaginar um show de uma big band nos anos 40 no exato momento em que o band leader indica para os músicos o ataque à partitura e simultaneamente pisca para sua lead singer, dizendo:  manda ver, mana! … mas deixo isso aberto a melhores interpretações …:)

2 Respostas to "Top 5: Swing Out Sister"

Uau !!! Puxa, que honra fazer um comentário no blog desse grande amigo… e é lógico que tinha que ser sobre música, um dos assuntos que mais nos interessa e nos une. Pois bem, a faixa ‘Breakout’ é uma das minhas preferidas, parece atemporal, já que o som é de primeiríssima qualidade. E concordo plenamente quando vc diz que eles beberam da fonte do EW&F, outra banda fantástica. Obrigada Jets por compartilhar seus gostos, detalhes e curiosidades sobre esse labirinto delicioso que é a música… e agora para o mundo… rsrs

Curtir

Aee Rê!Estava mesmo esperando seu comment nesse post do SOS… que tal a gente fazer o Top 5 do EW&F? Não vai ser nada fácil 5, hehe… gostei do “para o mundo”: soa tipo p/ o alto e avante!, se vc tá se referindo por aqui na zona oeste…:) bjs e obrigado!

Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Banner

Adicione nosso banner

Translate

Traducir - Übersetzen - Traduire - Tradurre - Přeložit - 翻訳する - μεταφράζω

Do quê você é fã?:

Insira seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 422 outros seguidores

Enquete:

Tweets + recentes:

Para ler quadrinhos no PC:

Considero o CDisplay a melhor opção no Windows 2000-XP-Vista-7

Para ler quadrinhos no Android:

O Perfect Viewer é o meu preferido dentre as várias opções no Android

Para ler quadrinhos no Mac:

O Sequential 2 é uma boa opção - testado no MacOS 10.6

Para ler quadrinhos no iPad:

Aguardando apenas a doação de um iPad para testar o Comic Zeal

Para ler quadrinhos no Linux:

No link acima há instruções de instalação e packages para diversos distros

Para ler quadrinhos no Windows Phone:

Não testado mas bem recomendado na app store

%d blogueiros gostam disto: