Jetstortopia

Baú da felicidade nerd

Posted on: 06/06/2011


Alguns momentos de felicidade são tão simples como inesperados. Semana passada havia visto rapidamente esta notícia abaixo, sem dar a devida conta do que se tratava:

Na véspera do evento meu amigo Kenji me chamou para irmos dar uma olhada mas foi só lá, fuçando nas caixas e pilhas e gibis antigos, action figures e fitas VHS com seriados e animações ancestrais, que me dei conta onde estava: simplesmente no paraíso. Neste caso no particular paraíso nerd-velha-guarda, categoria que serve para o pessoal que se bandeou para lá como nós numa manhã fria de sábado, independente da idade.

Realmente não é algo para qualquer um,  mesmo sendo do ramo, dado o forte componente old school do material à disposição. Finalmente consegui achar com alguma facilidade bom material da Disney, Ebal e Bloch dos anos sessenta e setenta, foco eterno da minha nostalgia (o Kenji achou, dentre outras coisas, uma bem conservada edição dos Eternos por Gaiman & Romita Jr, quando puder no futuro escaneio e posto aqui).

Seguem abaixo algumas fotos e descrições do que consegui e do que rolou no evento, no qual ano que vem se rolar de novo com certeza estarei, flutuando novamente a alguns centímetros do chão…

 Vista do Salão Devir a partir da entrada, ao lado da Livraria Devir no Cambuci, onde rolou o 4o Mercado de Pulgas 2011 [o(a) primeiro(a) que reconhecer alguém nessa foto ganha um gibi antigo repetido à sua escolha]

*****

 Como não sou especialista em Star Wars me custou um pouco descobrir que nave é essa: me corrijam se estiver enganado, mas não é uma Old Republic V-Wing Nimbus 3 Ultralight Fighter!?

*****

 Aqui já é mais minha praia, mas mesmo assim tiver que usar a “cola” nas etiquetas dos pedestais e alguns sites especializados para confirmar. A partir da E superior, em sentido horário: a Enterprise NCC-1701 (Série Original), uma nave de ataque Jem’Hadar (Deep Space 9), um Marauder Ferengi (The Next Generation) e a Enterprise NCC-1701-D (The Next Generation – First Contact)

*****

 Isto é uma raridade exclusiva, segundo o vendedor só disponibilizada numa San Diego ComicCon: um display/action figure gigante (o braço no lado D da foto dá uma idéia do tamanho da coisa) e iluminado (infelizmente as lâmpadas piscantes não apareceram com o flash) reproduzindo a capa de Justice League of America #01 (original pela DC, março de 1960)

*****

 Abaixo, as pérolas que consegui recolher: 

 Do mesmo autor de Video Girl AI, outra obra prima do mangá no belíssimo traço de Masakazu Katsura: DNA2 , JBC, 2009

*****


Tio Patinhas 43 da Abril, de fevereiro de 1969, com uma estupenda estória do mestre Carl Barks (“Meu Reino por uma Ampulheta”), exatamente como lembro de ter lido quando guri!

*****

 Mickey 222, Editora Abril, abril de 1971, com uma estória (“O Mistério das Telas e Pintores Falsificados”) no melhor estilo detetivesco que tanto adorava, por outro grande mestre da Disney: o que Carl Barks foi para os patos, Paul Murry foi para o rato…

*****

 Todo mundo se lembra de Lee Majors como o ciborgue do seriado televisivo dos 70’s, mas poucos sabem que fez sucesso também nos gibis na mesma época, aqui a edição #01 brasileira pela finada Bloch, 1975

*****

 No começo dos 70’s a saudosa Ebal seguia firme no formato americano: aqui uma edição colorida do Batman na melhor fase que resgatou o aspecto investigativo e sombrio do personagem, deixando para trás o humor camp dos anos 50 e 60. “A Mortalha Vermelha da Noite”, com roteiro de Bob Haney e o belíssimo traço de Nick Cardy, dezembro de 1971

*****

Na segunda metade da década de 70 a Ebal teve que se render ao “formatinho”, porém com inovações: de um lado Lanterna Verde #01 com “Os Adoradores do Mal”, pelo genial Denny O’Neil e o traço do iniciante porém já excepcional Mike Grell…

*****

 … e virando de ponta-cabeça: Flash #01, “A Separação de Mil Anos” do excelente roterista Cary Bates (que trabalhou por muito tempo em Superman) e a arte clássica da dupla Irv Novick e Frank McLaughlin, agosto-setembro de 1977

*****

 E, finalmente, as “jóias da coroa”: 

  Pela bagatela de oito reais cada, três compêndios que são totalmente obsoletos na era da internet mas eram essenciais para a busca de referências sobre o universo Star Trek  em 1993, quando foram publicados. Destaque para o Chronology cujos autores, o casal Denise e Michael Okuda, tiveram prolífica carreira em Hollywood na produção de Star Trek, ela como consultora e ele como diretor cênico, tanto em The Next Generation como em Deep Space Nine.

*****

Por último, mas não menos importante: 

Um mini-DVD que nunca havia visto antes, publicado pela muito obscura “Nova Forma – Kives”, sem data, contendo um episódio da famosa série de desenhos desanimados do Homem de Ferro de 1966 ((Grantray Lawrence Animation/Krantz Films, que produziu também na mesma safra os do Hulk, Namor, Thor e Capitão América), com a competente e divertida dublagem brasileira original e uma não tão divertida qualidade sub-VHS de imagem. Por míseros três reais, vale mais pelo ineditismo do formato (o case que protege o mini-DVD tem apenas 12×8,5cm) e como item de colecionador.

*****

Agora de volta ao chão e até o ano que vem…:)


2 Respostas to "Baú da felicidade nerd"

Poxa incrivel, um lugar que qq colecionador tem vontade de viver rsrsrrs, e tinha varios mangas hein?? mto bom, tomara que eu possa te aconpanhar nessa ano que vem,
Bjão

Curtir

Vc viu as pilhas de mangás logo na entrada? coleções completas de algumas séries, acabei nem olhando isso direito… ano que vem te aviso, hehe…

Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Banner

Adicione nosso banner

Translate

Traducir - Übersetzen - Traduire - Tradurre - Přeložit - 翻訳する - μεταφράζω

Do quê você é fã?:

Insira seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 422 outros seguidores

Enquete:

Tweets + recentes:

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Para ler quadrinhos no PC:

Considero o CDisplay a melhor opção no Windows 2000-XP-Vista-7

Para ler quadrinhos no Android:

O Perfect Viewer é o meu preferido dentre as várias opções no Android

Para ler quadrinhos no Mac:

O Sequential 2 é uma boa opção - testado no MacOS 10.6

Para ler quadrinhos no iPad:

Aguardando apenas a doação de um iPad para testar o Comic Zeal

Para ler quadrinhos no Linux:

No link acima há instruções de instalação e packages para diversos distros

Para ler quadrinhos no Windows Phone:

Não testado mas bem recomendado na app store

%d blogueiros gostam disto: