Jetstortopia

Posts Tagged ‘Nintendo Switch


A propósito do anúncio da Sega sobre o futuro relançamento de Virtua Racing para Nintendo Switch, vale a pena destacarmos aqui esse incrível jogo de corrida que marcou e influenciou a transição do gênero dos gráficos 2D para o 3D poligonal, no início dos anos 90.

Ainda que os primórdios dos jogos 3D possam ser retraçados até os anos 80Ultima e Battlezone sempre citados como exemplos dessa primeira tentativas – somente na década seguinte aquilo que reconhecemos modernamente como jogos capazes de criarem ambientes em 3 dimensões através da renderização de polígonos vieram a serem criados.

Talvez Doom (1993), e posteriormente Tomb Raider (1996), sejam alguns dos mais famosos exemplos de jogos que ajudaram a impulsionar a adoção de consoles da nova geração 32bit (tais como Saturn e Playstation) e de PCs com processadores e placas de video mais robustas e capazes de dar conta do recado da rodarem esses novos e maravilhosos ambientes graficos.

Mas bem antes disso, já no ano de 1992, Wolfenstein 3D nos PCs e Virtua Racing nos arcades chamaram muita atenção para esse novo futuro 3D que se descortinava – no último caso até mesmo filas se formavam nos fliperamas da época pela a oportunidade de se experimentar esse incrível jogo para os padrões da época, nos magníficos gabinetes que a Sega era mestre em produzir.

Depois do sucesso nos arcades, Virtua Racing foi portado inicialmente em 1994 para o Megadrive graças a um chip embutido em seu cartucho maior e diferenciado, o SVPSega Virtua Processor – tendo sido o único título a ser lançado com tal tecnologia, sem a qual o console seria nativamente incapaz de reproduzir.

Em seguida o jogo foi portado como Virtua Racing Deluxe para o 32X – o add-on para Megadrive lançado em 1994 já era capaz de renderizar por si só os gráficos requeridos – sendo este em geral considerada a melhor versão do jogo graças à sua qualidade gráfica e às expansões de pistas e veículos que trazia.

Posteriormente o Sega Saturn recebeu em 1995 um port inferior ao seu potencial – já que era um hardware extremamente superior à geração anterior, especialmente no tocante à renderização 3D – em grande parte por não ter sido desenvolvido pela própria Sega e sim por um estúdio terceirizado, ainda assim sendo um jogo divertido que sofria com os longos loadings.

Por último, pelo menos até o lançamento da futura versão do Switch, surgiu em 2004 a ótima versão remodelada para a série Sega Ages do Playstation 2, republicada na compilação Sega Classics Collection para o mesmo console um ano depois – sendo este quase que um novo jogo tanto no aspecto gráfico quanto na jogabilidade, ainda que com toda a pegada e feeling do original.

*****

Virtua Racing é uma série que marcou a história dos games no gênero corrida, merecendo totalmente ser revisitada – nos consoles antigos e felizmente em um novo, em breve –  tanto pelas antigas como pelas novas gerações de retrogamers.

 


O retro gamer Mark Williams, dono do canal MAZ Gaming UK e fã incondicional da Sega, tem como seu retroconsole favorito o Dreamcast e resolveu fazer algo a respeito, segundo matéria no Kotaku.

Já que um tão sonhado sucessor Dreamcast 2 provavelmente nunca dará as caras mesmo e considerando o fato de que a Sega tem privilegiado o Nintendo Switch com a séríe de jogos retro Sega Ages, Mark encomendou ao pessoal do Extreme Consoles – especializados em pintura customizada retro de consoles modernos – um portátil da Nintendo do jeito que ele queria, e o resultado pode ser conferido abaixo.


A Sega acabou de tuitar o anúncio que fez em seu painel da série Sega Ages no Tokyo Game Show 2018 de que irá portar o famoso jogo poligonal de corrida Virtua Racing para o Nintendo Switch, em data a ser ainda revelada.

Como bem descrito pela Nintendo LifeVirtua Racing foi inicialmente lançado para arcades em 1992 – desenvolvido pelo famoso estúdio Sega AM2sendo considerado um dos jogos mais influentes de todos os tempos por ter popularizado os gráficos poligonais 3D, tendo sido anteriormente portado para Megadrive, 32X, Saturn e Playstation 2.

*****

Outros jogos da série Sega Ages para Switch:

 


Depois das conferências da EA, Bethesda, Ubisoft, Square-EnixMicrosoft e Sony, a Nintendo veio com sua já tradicional apresentação não-presencial para a E3 2018. Nintendo Direct deste ano surfou na popularidade do Switch trazendo periféricos como uma pokebola funcional e novas versões de jogos consagrados da produtora, caso de Super Mario Party e principalmente Smash Bros Ultimate – o qual inclui absolutamente todos os personagens que já apareceram na franquia além da adição de novos, compatibilidade com Amiibos e suporte ao controle do Gamecube – mais destaques abaixo:

*****

Daemon X Machina

*****

Overcooked 2

*****

Xenoblade Chronicles 2

*****

Pokemon Let’s GO Pikachu & Let’s GO Eevee

*****

Super Mario Party

*****

Killer Queen Black

*****

Fire Emblem Three Houses

*****

Hollow Knight

*****

Fortnite

*****

Super Smash Bros Ultimate

 

*****

Clique acima para assistir à Nintendo Direct 2018


O trabalho do modder Dorison Hugo, do canal Rated-e Mods, foi destaque em matéria no Kotaku ao transformar um Gamecube prata em um estiloso dock para o Nintendo Switchcom a adicional vantagem das entradas para controles do Cubo permanecerem funcionais.

Após a criação de um modelo virtual o processo de construção do mod envolveu a fabricação de um dock em impressora 3D, o corte cuidadoso do corpo do Gamecube e a reinstalação dos componentes eletronicos – destaque para a utilização do adaptador para controle de Cubo em um Wii U, o que permite que jogos do Switch sejam jogados com o mesmo quando em modo dock.

Todo o belo trabalho pode ser apreciado no video abaixo:

 


Matéria no Technobuffalo destaca o estudante de engenharia elétrica Tim Lindquist que levou a idéia de portabilidade de games a outro nível com seu NinTindo RP:

O aparelho inspirado no híbrido portátil/console de mesa da Nintendo possui um processador Broadcom BCM287 de arquitetura ARM rodando de Emulsatation via RetroPie com mais de 50 emuladores, tela de 7 polegadas, bateria recarregável de 10000mAh, duas entradas USB, uma saída HDMI, controles integrados nas laterais e 5 leds indicativos na parte superior.

 


O Sonic Mania Collector’s Edition foi disponibilizado pela Sega na pré-venda em setembro de 2016, para PS4, Xbos One, Nintendo Switch e PC –  o lançamento oficial se deu em agosto de 2017, quando se tornou disponível para download na PSN, Xbox Live e Steam.

O pack é muito bacana e contém um belo card metalizado, uma réplica de um cartucho com o icônico anel dos jogos e o boneco do Sonic sobre um Megadrive que ao ser “ligado” reproduz a lendária vinheta da “Seegaaa” –  o jogo é sensacional e de fato é simplesmente o melhor Sonic 2D desde os originais dos anos 90, merecendo ser jogado tanto por fãs da franquia como de jogos de plataforma old school.


Banner

Adicione nosso banner

Translate

Traducir - 번역 - Übersetzen - Traduire - Tradurre - 翻訳する - Přeložit - μεταφράζω - 翻译

Retrogaming:

Game OSTs:

Do quê você é fã?:

Insira seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 554 outros seguidores

Enquete:

Para ler quadrinhos no PC:

Considero o CDisplay a melhor opção no Windows 2000-XP-Vista-7

Para ler quadrinhos no Android:

O Perfect Viewer é o meu preferido dentre as várias opções no Android

Para ler quadrinhos no Mac:

O Sequential 2 é uma boa opção - testado no MacOS 10.6

Para ler quadrinhos no iPad:

Aguardando apenas a doação de um iPad para testar o Comic Zeal

Para ler quadrinhos no Linux:

No link acima há instruções de instalação e packages para diversos distros

Para ler quadrinhos no Windows Phone:

Não testado mas bem recomendado na app store

%d blogueiros gostam disto: