Jetstortopia

Posts Tagged ‘Sega


No início deste ano foi anunciada uma parceria entre a Sega e a Retro-Bit para a produção de novos acessórios e periféricos para o Megadrive, Saturn e Dreamcast, a serem apresentados na CES 2018e pelo visto o negócio é pra valer.

A fabricante esteve presente na feira deste ano e seus displays apresentaram diversos produtos para os consoles clássicos da Sega, como cabos, controles com fio convencionais e USB (para serem usados em PCs), controles sem fio Bluetooth e aparentemente até mesmo um VGA Box para o Dreamcast:

Abaixo a repercussão no canal SEGAbits, dedicado à Sega:

*****

Há mesmo rumores de que a parceria incluirá a produção de um mini-console à semelhança dos produzidos pela Nintendo, ainda a ser confirmado:

*****

Esse é uma ótima notícia para a comunidade retrogamer fã da Sega graças ao fato de serem produtos licenciados oficialmente – esperamos que a qualidade seja tão boa quanto à dos originais.

[Imagens: @RetroBitGaming]

 

 

Anúncios

O youtubber 8-Bit Flashback divulgou recentemente em seu canal o protótipo de um mini Dreamcast totalmente funcional que poderá vir a ser comercializado em um futuro próximo –Sega Dreamcast Classic Edition PI 3, dedicado aos fãs incondicionais do último console da Sega:

Baseado no design 3D de Sparrows89 e medindo apenas 100mm x 100mm x 36mm, o dispositivo traz embutido um Raspberry PI 3 rodando emuladores dos vários consoles da Sega, além do próprio Dreamcast – ainda que não tenha atualmente uma extensa biblioteca compatível, alguns jogos como Sonic Adventure 2 são plenamente jogáveis.

Há também mini-réplicas não funcionais dos GDRoms, do controle e até mesmo do VMU – a inovadora unidade de memória criada para o console – que adicionam ainda mais valor ao incrível conjunto. 


Jet Set Radio – jogo inovador e original do querido Sega Dreamcast (2000, cuja versão americana chamava-se Jet Grind Radio), com versões e spin-offs para inúmeras plataformas tais como Xbox (2002), Game Boy Advance (2003), PS Vita, PlayStation 3, Xbox 360, Windows, Android & iPhone (2012) – tem o devido destaque em matéria no Kotaku como o único game que coloca a arte do grafite no centro de sua narrativa e jogabilidade.

Além da excelente trilha sonora, personagens carismáticos e ambientação numa Tóquio divertida e psicodélica, a arte dos grafites originais de Jet Set Radio merece ser relembrada e pode ser melhor apreciada abaixo:

*****


SegaNerds chamou a atenção para o trabalho de David DeGraw, responsável pela Catskull Eletronics e pela criação de um cartucho para Megadrive recheado de incríveis músicas estilo chiptune, para serem apreciadas através do hardware do próprio console – nas suas próprias  palavras:

Um álbum de compilação musical totalmente novo para o Sega Megadrive/Genesis, apresentando nove faixas totalmente novas e incríveis, por nove incríveis músicos! 

O cartucho possui um display 8×8 dot matrix led que é utilizado para apresentar gráficos bem como atuar como um visualizador em tempo real da música que estiver tocando – é um VMU 16bit!

O cartucho possui tamanho e design idênticos ao formato americano original – segue abaixo o video de um breve unboxing:

No video abaixo é possível ouvir toda a trilha sonora do YM2017 rodando em um Megadrive com 32X – na página do Youtube encontram-se links para os perfis dos músicos:

*****

Box Arts originais:

 


O Sonic Mania Collector’s Edition foi disponibilizado pela Sega na pré-venda em setembro de 2016, para PS4, Xbos One, Nintendo Switch e PC –  o lançamento oficial se deu em agosto de 2017, quando se tornou disponível para download na PSN, Xbox Live e Steam.

O pack é muito bacana e contém um belo card metalizado, uma réplica de um cartucho com o icônico anel dos jogos e o boneco do Sonic sobre um Megadrive que ao ser “ligado” reproduz a lendária vinheta da “Seegaaa” –  o jogo é sensacional e de fato é simplesmente o melhor Sonic 2D desde os originais dos anos 90, merecendo ser jogado tanto por fãs da franquia como de jogos de plataforma old school.


Ulalá, a carismática personagem principal do fantástico game de ação musical Space Channel 5, criado pelo genial Tetsuya Mizoguchi – original do Sega Dreamcast com duas edições e diversos relançamentos posterioresganhou uma incrível action figure pela japonesa Max Factory, através do selo Figma, segundo o site Kotaku.

Em duas edições de diferentes figurinos, Cheery White e Exciting Orange – bastante fiéis ao originais e acompanhada pelos divertidos inimigos Morolians, do primeiro jogo – Ulalá está pronta para novamente defender a galáxia sem perder o ritmo:


Fui um entusiasta de primeira hora desde que foi anunciado ano passado o lançamento de uma nova versão do Megadrive em 2017,  como parte do projeto comemorativo dos 30 anos da fundação da Tectoy e da parceria com a Sega, e agora que tenho o console e mãos posso dizer que valeu a pena apostar na pré-venda – trata-se de um belo produto para colecionadores, retrogamers e fãs do console, à altura de seu legado.

Não se trata obviamente do mesmo aparelho lançado há 27 anos atrás no Brasil, mas de uma réplica extremamente fiel desde a arte da caixa até o acabamento do console e controle – o design de ambos sendo idêntico desde o formato e posicionamento dos botões liga-desliga, reset e volume de audio dos fones de ouvido até o formato e pegada do controle de 3 botões, quase idêntico ao original – as maiores diferenças sendo a opção de um acabamento fosco do corpo do console em oposição ao antigo mais brilhante, o console pesando um pouco menos que o original e o controle um pouco mais leve, com um D-pad ligeiramente mais duro e menos responsivo:

design idêntico ao original, do console ao controle

– roda ROMs e cartuchos originais e paralelos (somente versões BR e EUA, com algumas exceções)

– aceita controles originais e paralelos de 3 e 6 botões, dos modelos testados

– aceita cartucho Mega Everdrive (exceto ROMs de 32X)

– saída de video composto RCA/PAL-M (necessita adaptador para HDMI)

– gráficos e jogabilidade idênticos ao original nos jogos testados

– qualidade de áudio inferior ao original (varia de acordo com o jogo, podendo apresentar slowdowns e distorções)

– não aceita jogos de Master System, 32X e Sega/MegaCD ou seus respectivos acessórios e add-ons

– não possui capacidade para saves, screenshots ou cheats

Na traseira a maior novidade está na presença de um slot para cartão micro-SD, o qual já vem incluso de fábrica na capacidade de 8Gb e que contém os 22 jogos anunciados pela empresa em formato ROM que aparecem na interface gráfica ao ligar-se o aparelho (inexistente no original) – portanto além de aceitar cartuchos é possível adicionar-se mais jogos desde que sejam do próprio Megadrive (não roda ROMs de 32X ou Master System), no formato .BIN e que sejam releases americanos ou brasileiros (o mesmo valendo para os cartuchos).

Respeitando-se as caracteristicas acima os jogos em cartucho ou ROMs rodam perfeitamente no novo Megadrive sem nenhuma diferença perceptível em relação ao original seja nos gráficos,  framerate ou tempo de resposta dos comandos do controle – já o mesmo não pode ser dito do áudio, que varia do perfeito em alguns jogos à distorções bem perceptíveis em outros, ainda que toleráveis.

Em conclusão e reforçando o que foi dito no inicio, trata-se de um produto muito bem acabado, ainda que não perfeito – dado o desafio de reproduzir uma tecnologia de quase três décadas atrás com componentes atuais – mas capaz de satisfazer plenamente o desejo nostálgico dos fãs e colecionadores de retrogames.

*****


Banner

Adicione nosso banner

Translate

Traducir - 번역 - Übersetzen - Traduire - Tradurre - 翻訳する - Přeložit - μεταφράζω - 翻译

Do quê você é fã?:

Game OSTs:

Insira seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 506 outros seguidores

Enquete:

Tweets + recentes:

Para ler quadrinhos no PC:

Considero o CDisplay a melhor opção no Windows 2000-XP-Vista-7

Para ler quadrinhos no Android:

O Perfect Viewer é o meu preferido dentre as várias opções no Android

Para ler quadrinhos no Mac:

O Sequential 2 é uma boa opção - testado no MacOS 10.6

Para ler quadrinhos no iPad:

Aguardando apenas a doação de um iPad para testar o Comic Zeal

Para ler quadrinhos no Linux:

No link acima há instruções de instalação e packages para diversos distros

Para ler quadrinhos no Windows Phone:

Não testado mas bem recomendado na app store

%d blogueiros gostam disto: