Jetstortopia


Dreamcast 2

Um abaixo-assinado buscando obter 35000  assinaturas – já tendo atingido até agora mais de 27000 apoiadores – tem por objetivo reviver o Dreamcast, último hardware desenvolvido pela Sega e descontinuado em 2001, porém adorado por uma legião crescente de fãs de retrogaming bem como por um bom número de desenvolvedores indie atraídos por sua plataforma.

Dreamcast games

Ben Plato, um fã australiano do console, é o idealizador da petição que se desenvolve nos seguintes termos:

Solicitamos à Sega America/Japan que desenvolva ou licencie um console Dreamcast Edição Limitada, de maneira que os fãs do Dreamcast possam apreciar seus jogos agora em HD com capacidade de rodá-los diretamente da memória interna.

O novo console deverá ter um design similar porém inovador, além de WiFi, controles sem fio (4 no máximo), upscaling HD 720 ou 1080p com saída HDMI e um dispositivo de armazenamento interno.  

O console deverá ser capaz de rodar jogos originais do Dreamcast bem como ter a capacidade de se conectar via internet para comprar e baixar títulos clássicos a partir de uma Loja Virtual Dreamcast, podendo a partir daí rodá-los diretamente do HD.

Isso deverá também abrir a oportunidade para que mais desenvolvedores indie produzam para o dispositivo de forma lucrativa para a Sega, além do baixo risco financeiro derivado do fato do console vir a ser produzido exclusivamente por demanda.

Segundo o criador do abaixo-assinado o contato com a Sega já foi estabelecido e mesmo já existe um protótipo de interface de usuário, que pode ser visto abaixo:

Apesar de altamente improvável de vir a ser executada pela Sega, a idéia de uma nova versão de um dos consoles mais inovadores de todos os tempos não deixa de ter um apelo significativo em um mercado gamer cada vez mais abrangente e fragmentado em nichos e no qual o apoio dos fãs cumpre um papel crescente.

Assine - Dreamcast Limited Edition

O blog apoia o projeto e sugere a todos os fãs do Dreamcast que assinem a petição para que seu revival tenha chance de ocorrer.

 

 


Saints of Rage vs Streets of Rage

Segundo matéria no Segabits, o game Saints Row IV (original 2013 para PC, PS3, Steam, Xbox 360; versão Re-Elected 2015 para PSN, PS4, Xbox Live & One) prestou uma incrível homenagem ao clássico beat-em-up Streets of Rage (para Megadrive, Sega, 1990; Xbox Live, 2012; Nintendo Eshop, 2013), na forma de uma fase totalmente 2D – chamada divertidamente de Saints of Ragecom vários elementos do jogo da geração 16bit presentes tais como scroll lateral, cenários urbanos estilizados, elevadores e por aí vai:

Além da trilha sonora que imita o estilo tecno/chiptune característico, Saints of Rage se inicia com uma tela que faz referência direta aos arcades dos 90s (“Winners Don’t Use Drugs”) e com uma citação ao precursor do gênero, Double Dragon, pois a fase começa com o rapto da mocinha – elementos mais do que suficientes para colocar um sorriso no rosto de qualquer retrogamer.

Winners Don't Use Drugs


Leituras de janeiro (5)

Liberty Meadows vols 1-4 (Image, 2003-2005) – presente de meus pais e tia e número um na minha lista de desejos de HQs por anos, esta luxuosa coleção em capa dura e formato magazine reúne a obra prima de um de meus artistas favoritos, Frank Cho, que com seu traço limpo e humor peculiar nos traz o cotidiano maluco e afetuoso de um retiro de animais em reabilitação onde um pato, um porco, um urso anão e um sapo convivem numa boa com a linda e sexy psicóloga de animais Brandy e com o tímido veterinário Frank, o qual – como todos nós leitores masculinos – é completamente apaixonado por ela.

Sandman: Noites Sem Fim (Panini, 2014) – presente do grande amigo Kenji, a quem só tenho que agradecer pelo trabalho de me introduzir ao maravilhoso universo de Neil Gaiman e seus assombrosos personagens Perpétuos, os quais ganham aqui uma estória mais incrível que a outra no traços de mestres dos quadrinhos do porte de Milo Manara, Bill Sienkiewicz e Frank Quitely, dentre outros

Um Grito de Amor do Centro do Mundo (Alfaguara, 2011) – sucesso incontestável no Japão onde deu bem sucedidas origens a um mangá, um filme e uma série de TV, Kyoichi Katayama nos brinda com uma sublime e trágica história de amor adolescente narrada com intensidade e delicadeza únicas, capaz de nos transportar no tempo e espaço onde ambos parecem suspensos e onde a beleza do primeiro amor parece ser a única verdade que importa.

Os Inovadores (Companhia das Letras, 2014) – presente do querido amigo Eduardo, neste livro Walter Isaacson, o brilhante autor de Steve Jobs – A Biografia, volta ao fascinante tema da revolução digital, agora retraçando suas origens atrás de seus pioneiros – de Ada Lovelace, filha do poeta Lord Byron e co-autora junto ao matemático Charles Babbage de um ensaio sobre uma máquina processadora de dados, ao engenheiro Tim Bernes-Lee, criador do protocolo World Wide Web –  muitos daqueles aos quais devemos boa parte do panorama tecnológico inseparável do nosso cotidiano moderno.

 


Windows95

Antes que seja perguntado “Afinal, por quê?”, matéria no site Polygon já responde “E porque não?” ao fato de um gamer ter conseguido hackear um Nintendo New 3DS XL e fazê-lo rodar uma versão do Windows 95:

Aparentemente a nova versão do portátil é mais do que capaz de rodar o vetusto sistema operacional (cujos requisitos originais recomendados são de modestos 8Mb de RAM e processador Intel 486) com seus 256Mb de RAM e processador ARM dual-core 533Mhz. Ainda que não possua arquitetura nativa WinTel isso pode vir a abrir as portas para emulação de jogos antigos de PC no portátil, o que seria particularmente divertido.

3DS+W95


Marvel Treasury Edition 008 (1975) Giant Superhero Holiday Grab-Bag cover art by John Romita Sr

Christmas CandlesDesejamos a todos os amigos, colaboradores e frequentadores do blog um Natal de muita alegria e confraternização e um Ano Novo com muita saúde e pleno de realizações!!


Fotos de família

E aqui a segunda parte da seleção dos melhores memes (*) relacionados ao universo nerd dos games, quadrinhos & tecnologia, reunidos pelo grupo de amigos do G.D.H.Q. durante o ano de 2015:

Bat-banho

Bat-banho

 

O poder do amor

O poder do amor

 

De volta para o futuro

De volta para o futuro

 

Bat-sinal

Bat-sinal

 

O poder do Lanterna Verde

O poder do Lanterna Verde

 

Aponte os erros

Aponte os erros

 

Daft Iron

Daft Iron

 

Manutenção

Manutenção

 

Guerra dos 16bit

Guerra dos 16bit

 

O segredo do martelo

O segredo do martelo

 

Barrados no baile

Barrados no baile

 

Lindo dia para jogar

Lindo dia para jogar

 

Spider Jackson

Spider Jackson

 

Antes das redes sociais

Antes das redes sociais

 

Falou e disse

Falou e disse

 

A roupa do dia

A roupa do dia

*****

[ (*) Não havendo marca d`água, considerar fonte desconhecida – nos casos em que ocorreram, a tradução e a adaptação foram do blog

Postagem sem intuito comercial – direitos autorais de símbolos, objetos e personagens são de seus respectivos criadores e/ou donos ]


Exatamente um ano após a última postagem de um scan original por estas bandas o blog traz mais um Jetscan: Homem de Ferro #08 da Editora Bloch, novembro de 1975 (Obs: estão faltando as quatro páginas centrais referentes à seção de cartas e propagandas, porém sem prejuízo ao material referente às estórias) – dando continuidade ao projeto de digitalizar todos os quinze números desta série publicada nos 70s.

Iron Man #18 oct1969 pg 20 vs Homem de Ferro #08 nov1975 pg 46

 Como sempre a paleta de cores chapada e psicodélica da Bloch (imagem inferior) se faz presente, marca registrada da editora na época – provocando até mesmo a perda do delicado hachurado da arte-final original (imagem superior) e deixando o pobre Visão não só azulão como também ictérico

Em nossa modesta opinião esta edição apresenta simplesmente o melhor arco de estórias do personagem publicado originalmente no final dos 60s nos EUA – obra do talentoso roteirista Archie Goodwin (1937-1998) e contando com a arte dinâmica do excepcional George Tuska (1916-2009), cobrindo Iron Man #s 17, 18 e 19 (setembro a novembro de 1969) – trazendo troca de identidades, Madame Masque, um andróide megalomaníaco, Midas, os Vingadores e Tony Stark à beira da morte como só a Marvel era capaz de fazer na época!

Homem de Ferro #08 Bloch nov 1975 capa

LINK DIRETO PARA DOWNLOAD

 

Banner

Adicione nosso banner

Translate

Traducir - Übersetzen - Traduire - Tradurre - Přeložit - 翻訳する - μεταφράζω

Do quê você é fã?:

Insira seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 328 outros seguidores

Enquete:

Tweets + recentes:

Para ler quadrinhos no PC:

Considero o CDisplay a melhor opção no Windows 2000-XP-Vista-7

Para ler quadrinhos no Android:

O Perfect Viewer é o meu preferido dentre as várias opções no Android

Para ler quadrinhos no Mac:

O Sequential 2 é uma boa opção - testado no MacOS 10.6

Para ler quadrinhos no iPad:

Aguardando apenas a doação de um iPad para testar o Comic Zeal

Para ler quadrinhos no Linux:

No link acima há instruções de instalação e packages para diversos distros

Para ler quadrinhos no Windows Phone:

Não testado mas bem recomendado na app store

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 328 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: