Jetstortopia


Sega Digitizer System

Através de pesquisa em antigas revistas dedicadas aos videogames (Beep! de  abril de 1985, Arcades 7 de abril de 1988, Mega Force 4 de  janeiro de 1992), o blog Video Games Densetsu detalhou os hardwares utilizados pelos artistas da Sega que davam suporte à criação da pixel art desenvolvida para três gerações de consoles nos 80s e 90s – SG-1000, Master System e Mega Drive (além da placa arcade System-16, na qual o último fora baseado).

Sega SG-1000 - Master System - Mega Drive

O hardware utilizado era chamado Sega Digitizer System – tendo havido três versões do mesmo – o qual era acoplado à um NEC-98 PC que posssuia um HD capaz de armazenar os arquivos, os quais eram criados desenhando-se cada frame diretamente na tela, ponto a ponto. Detalhes do processo podem ser vistos nas imagens abaixo, para os games Pitfall II (Arcade/System 1, 1985), Fantasy Zone (Arcade/System 16, 1986) Golden Axe II (Mega Drive, 1992):

Pitfall II 02NEC-98Sega Digitizer System 01Golden Axe II 02Golden Axe II 01Golden Axe II 03


Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (2)

Matéria no Kotaku dá destaque à belíssima série de fotografias “Murmúrios de Tóquio“, do fotógrafo Franck Bohbot. Documentarista e cineasta de origem, o trabalho de Bohbot “habita um espaço entre a realidade e a fantasia, capturando o surreal e o poético, a nostalgia e a obsolescência através do jogo de luz e cor [..] com influências de Edward Hopper e Martin Scorcese, dentre outros”, segundo sua biografia. Seu trabalho sobre a capital japonesa é descrito como:

Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (14)“Uma busca pelas facetas ocultas da cidade, sempre atrás dos detalhes da arquitetura excessiva e assimétrica dos arcades, das  lojas de anime e mangá, das vitrines de moda e do comércio, bares e discotecas – cor e luz nos papéis centrais das histórias que cada fotografia conta (Jean-Marc Soulard)”

Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (13)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (10)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (3)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (15)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (18)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (20)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (3)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (11)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (12)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (5)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (17)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (4)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (1)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (6)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (9)Tokyo Murmurings - Franck Bohbot (16)


NES mod art by @cksigns1

Tweet de Lord Arse! chama atenção para o incrível trabalho do artista Clifford Keddy em inspirados mods de consoles e controles retro da Nintendo – dê só uma olhada abaixo e também em sua página no Twitter:

SNES mod art by @cksigns1SNES mod art by @cksigns1 (2)NES mod art by @cksigns1 (3)NES mod art by @cksigns1 (2)N64 mod art by @cksigns1N64 mod art by @cksigns1 (3)N64 mod art by @cksigns1 (2)

*****

Bônus – Sega e Microsoft:

Xbox mod art by @cksigns1Megadrive mod art by @cksigns1


SNSD Girls Generation 

O supergrupo de K-Pop SNSD Girls Generation está completando nove anos de uma trajetória única e brilhante no cenário da música pop coreana e internacional, e para comemorar o feito lançou no último dia 05 um belo single que pode ser apreciado abaixo:

Para homenagear a ocasião o fórum Soshified publicou um lindo texto em honra da trajetória do grupo, de autoria do membro Moonrise31que segue abaixo traduzido na íntegra:

Para Sempre Além das Estrelas: Um Retrato de Girls Generation em seu Nono Aniversário

Antes de tecnologias como satélites e navegação por GPS, e especialmente antes que apps de bússolas aparecessem em nossos smartphones, marinheiros antigos usavam astrolábios para navegar nos mais escuros oceanos. Esses instrumentos eram extremamente complexos, feitos de material durável o suficiente para resistir num convés de navio, e construídos para mostrar a localização baseada nos ângulos cuidadosamente calculados ao longo de seu anel principal. Usar um astrolábio requeria uma mão firme, um olho apurado e uma mente rápida para navegar com segurança em rotas novas ou conhecidas.

A Hallyu não é uma onda que possa ser navegada com um mero flutuador, nem mesmo com um bote salva-vidas. Afogar-se é muito fácil, então até mesmo a tentativa de nada é um grande desafio. E, ainda assim, esse grupo particular de garotas – pequenas em idade, porém grandes em sonhos – decidiu enfrentar o mar, navegando com as velas abertas e com a luneta apontada no fim do horizonte, onde o oceano finalmente encontra o céu.

Nos nove anos passados elas enfrentaram águas tempestuosas com nada além de mãos habilidosas e um punhado de esperança. Enfrentaram obstáculos mais perigosos do que tornados e rodamoinhos e lançaram âncora em praias de inúmeras ilhas ainda não cartografadas Trabalharam juntas através do sal, das lágrimas, das dores e dissabores para estarem sempre prontas a olhar para a câmera com a mais genuína satisfação. Porque sim, elas chegaram aqui. Elas conseguiram.

No entanto, elas ainda não haviam terminado. Os oceanos são vastos, o mundo mais ainda; uma vida não é o suficiente para explorar os cantos infinitos do globo. Então, os membros dessa tripulação começaram a lançarem-se por si próprias. Abraçando novas culturas, estreando em musicais, dramas e filmes e nunca deixando de encantar apresentadores em shows ou cidadãos em nações muitos oceanos distantes de Seul. Essas garotas – mulheres, agora – estão fazendo o que fazem melhor, e desejam fazer ainda melhor, porque nessa jornada sem fim a única direção errada é decidirem ficar paradas.

Mas, no final, elas sempre retornam. Talvez com uma cor diferente de cabelo, ou um pouco de areia de uma praia remota presa entre seus dedos dos pés. Vão trazer lembranças e estórias e talvez até mesmo uma ou duas cicatrizes. Talvez tenham ficado um pouco perdidas no seu caminho de ida ou de volta, ou considerando seriamente aportar permanentemente aonde o chão não se movimenta constantemente debaixo de seus pés. Mas “em casa” é lá fora, onde elas sempre se sentem mais confortáveis.

Para elas, sempre será o movimento. E mesmo que sua “casa” mude com as marés e os ventos, cada um de seus corações é um astrolábio infalível, guiando-as sem esforço de volta à nave que tudo iniciou e de volta às pessoas que trabalharam juntas através de inúmeras coisas, nunca deixando que um de seus membros fosse deixado à deriva, sem ter para onde ir.

Então – sim, iremos sempre nos recordar do verão em que elas navegaram pela primeira vez, naquele 05 de agosto em que a odisseia foi iniciada. E – sim, nem ouvimos a nova música ainda. Mas este aniversário é especial, como cada nova data é ainda mais especial que a anterior, porque é mais um ano sempre mais próximo do “para sempre”. Não temos dúvida de que este verão vai exceder nossa imaginação.

Porque, como sempre, é o que esperamos das Girls Generation.


Sonic Civic SDCC2016 01

Para comemorar os 25 anos de Sonic The Hedgehog – e os muito bem vindos lançamentos de um novo jogo clássico 2D Sonic Mania (PS4, Xbox One, PC) e um novo jogo 3D do Sonic (PS4, Xbox One, NX e PC), ambos em 2017 – a Sega associou-se à Honda para trazer um lindo e estiloso Honda Civic Sonic para a San Diego Comic Con 2016:

Sonic Civic SDCC2016 02Sonic Civic SDCC2016 03

*****

Em retrospectiva o site Jalopnik trouxe alguns dos mais curiosos e estranhos mods de carros baseados em games já apresentados em Comic Cons passadas – confirma abaixo e escolha seu preferido:

Ford Pinto Pong (Atari, 1972)

Ford Pinto Pong (Atari, 1972)

AMC Pacer Zork (Infocom, 1980)

AMC Pacer Zork (Infocom, 1980)

Myst Oldsmobile Silhouette (Broderbond, 1993)

Myst Oldsmobile Silhouette (Broderbond, 1993)

Windows Solitaire Ford Focus (Microsoft, 2000)

Windows Solitaire Ford Focus (Microsoft, 2000)

Duke Nukem Forever Cerv III Corvette (3D realms, 2003)

Duke Nukem Forever Cerv III Corvette (3D realms, 2003)

 


Controller Poster Series by Behance

Tweet de Lord Arse chama a atenção para o trabalho do artista Quentin Fevre na plataforma Behance em sua Controller Poster Series – projeto cujo foco é o design icônico e seminal dos controles de consoles das gerações 8 à 128bit.

Desenhadas em Adobe Illustrator e renderizadas em Adobe Photoshop segundo o autor, as ilustrações captam perfeitamente a beleza, ergonomia e singularidade de cada um destes inesquecíveis gamepads – dignas de ornarem as paredes de todo e qualquer retrogamer:

Atari - Controller Poster Series by BehanceFamicon - Controller Poster Series by BehanceNES - Controller Poster Series by BehanceMaster System - Controller Poster Series by BehanceMega Drive - Controller Poster Series by BehanceSuper Nintendo - Controller Poster Series by BehancePlaystation - Controller Poster Series by BehanceNintendo 64 - Controller Poster Series by BehanceDreamcast - Controller Poster Series by Behance


19o Festival do Japão 2016

Estivemos novamente presentes em mais um Festival do Japão  desta feita na sua 19a edição de 2016 – o tradicional evento anual no qual a comunidade japonesa brinda a cidade de São Paulo com o melhor da gastronomia das diferentes províncias, bem como de diversas opções de atividades culturais e artísticas.

19o Festival do Japão 2016 - entrada

Deixamos aqui mais uma vez nosso agradecimento ao carinho e dedicação dos voluntários que são corpo e alma do evento – como sempre segue abaixo um registro fotográfico de mais uma excepcional edição do Festival.

*****

Gastronomia

20160710_103555w20160710_110522w20160710_105916w20160710_110106w20160710_111440w20160710_114434w

*****

Hello Kitty

20160710_105741w20160710_105511w20160710_105659w20160710_105642w20160710_105536w20160710_105550w

*****

Carros

20160710_122501w20160710_122524w20160710_122701w20160710_122802w20160710_122955w20160710_123009w

*****

Ikebana

20160710_121630w20160710_121721w20160710_121805w20160710_121849w20160710_121821w20160710_122115w

*****

Mix Japão

20160710_104325w20160710_121459w20160710_124210w20160710_124245w20160710_124302w20160710_130029w

*****

Bônus Japão

Katana_w

Após três edições do Festival minha filha finalmente encontrou a Katana que queria – para proteção em um futuro ataque zumbi, obviamente. Agora, segundo ela, só falta mesmo o rádio de pilha

Banner

Adicione nosso banner

Translate

Traducir - Übersetzen - Traduire - Tradurre - Přeložit - 翻訳する - μεταφράζω

Do quê você é fã?:

Insira seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 404 outros seguidores

Enquete:

Tweets + recentes:

Para ler quadrinhos no PC:

Considero o CDisplay a melhor opção no Windows 2000-XP-Vista-7

Para ler quadrinhos no Android:

O Perfect Viewer é o meu preferido dentre as várias opções no Android

Para ler quadrinhos no Mac:

O Sequential 2 é uma boa opção - testado no MacOS 10.6

Para ler quadrinhos no iPad:

Aguardando apenas a doação de um iPad para testar o Comic Zeal

Para ler quadrinhos no Linux:

No link acima há instruções de instalação e packages para diversos distros

Para ler quadrinhos no Windows Phone:

Não testado mas bem recomendado na app store

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 404 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: